segunda-feira, 14 de setembro de 2009


Hoje, era sem duvida um dos meus piores dia. Só me apetecia gritar-lhe, e dizer-lhe O-D-E-I-O-T-E! Com todas as letras e mais algumas. Pensei fazer um telefonema, para o meu melhor amigo. Só aquela voz doce, me pos logo animada. Eu parecia uma criança fascinada com um brinquedo novo. Mas ele, não é nenhum brinquedo. É a minha grande paixão. Sempre a foi. Todos aqueles mimos que me dava, e quando me dizia «eu sou da Marta, e de mais ninguém». Foi como se não houvesse ferida nehuma.

amo-te melhor amigo.
(PS. amanha vou para casa do Renato)

1 comentário: